Medicina

Médico Especialista em Dor

O que faz o Médico de Dor?

Antes de tudo, é de suma importância enfatizar que as informações contidas aqui não substituem uma consulta com seu médico. Ele é o profissional com conhecimento e credenciamento para fazer diagnósticos e indicar o melhor tratamento. NÃO PARE POR AQUI, PROCURE SEU MÉDICO!

Um especialista em gerenciamento de dor é um médico com treinamento especial em avaliação, diagnóstico e tratamento de todos os diferentes tipos de dor. Como o campo da medicina aprende mais sobre as complexidades da dor, tornou-se mais importante ter médicos com conhecimento especializado e habilidades para tratar essas condições.

Um conhecimento profundo da fisiologia da dor, a capacidade de avaliar pacientes com complicados problemas de dor, compreensão de testes especializados para diagnosticar condições dolorosas, prescrição apropriada de medicamentos para problemas de dor variáveis e habilidades para realizar procedimentos (como bloqueios de nervos, injeção espinhal e outras técnicas intervencionistas) são parte do que um especialista em gerenciamento de dor usa para tratamento.

Dor Aguda e Dor Crônica

Toda dor é um alerta do organismo, com a intenção de manter sua integridade. A dor aguda é aquela que surge repentinamente e tem duração limitada. Geralmente, alerta o indivíduo sobre a existência de alguma lesão ou disfunção no organismo, como as provocadas por contusões, cólicas ou queimaduras.

Já as dores crônicas não possuem mais essa função de alerta. Na dor crônica, concomitante ao estímulo doloroso, estabelece-se uma geração de sinal doloroso dentro do SNC, que, com o tempo, acaba se tornando independente da continuidade do evento inicial.

Isso acontece por um aumento da função dos circuitos neuronais que acabam criando uma “memória da dor”, de forma semelhante a quando fazemos alguma coisa várias vezes e começamos a fazê-la sem perceber.

Com esta dor é preciso, além de tratar, conviver. Mas isto não quer dizer que exista a necessidade de sofrer com a dor crônica. Atualmente, é possível continuar a viver a vida normalmente durante o tratamento, exercitando-se, trabalhando e mantendo seus compromissos sociais.

Médico Especialista em Dor – A Medicina da Dor

Embora a dor seja um sintoma presente há muito tempo, a especialidade médica de controle da dor ainda é recente. Anteriormente, a dor era considerada apenas um sintoma de doenças.

Atualmente, sabemos que a dor é na verdade um amplo espectro de distúrbios, incluindo dor aguda, dor crônica e dor no câncer e, às vezes, uma combinação destes. A dor também pode surgir por diversos motivos, como cirurgia, lesão, dano nervoso e problemas metabólicos, como diabetes.

Ocasionalmente, a dor pode até ser o problema por si só, sem nenhuma causa óbvia. Com a complexidade que a nossa vida passou a ter, esta condição já é vista como um problema em si, que requer conhecimento especializado para sua avaliação e tratamento.

Também conhecida como Medicina Intervencionista da Dor, os principais objetivos desta área médica são reduzir e controlar a dor, ajudando o paciente a maximizar a sua funcionalidade, ou seja, sua produtividade e qualidade de vida, aspectos que ficam prejudicados nos casos de dor crônica.

O médico da dor, por meio de sua experiência clínica e conhecimento especializado, pode determinar quais são os melhores recursos para garantir um tratamento que atenda as principais necessidades e possibilidades em cada caso.

O Tratamento da Dor é Interdisciplinar

Dizemos que o tratamento da dor deve ser interdisciplinar, pois assim, seus resultados são  alcançados com mais facilidade, quando o tratamento é feito por diversos profissionais especializados no atendimento destes pacientes.

Não temos apenas médicos especialistas em dor. Fazem parte da equipe multidisciplinar: psicólogos, fisioterapeutas, farmacêuticos, nutricionistas, entre outros.

Esses profissionais desempenham um papel importante no tratamento, orientação e encaminhamento para cuidados, tais como programas de reabilitação e educação farmacológica, a fim de oferecer aos pacientes um plano de tratamento abrangente.

Como Escolher um Médico Especialista em Dor

A consideração mais importante na procura de um especialista em controle da dor é encontrar alguém que tenha o treinamento e experiência para ajudá-lo com seu problema específico de dor e que também te transmita conforto.

Como muitos tipos de dor crônica podem exigir um plano de tratamento complexo, bem como técnicas intervencionistas especializadas, os especialistas em dor devem ter certificação no manejo da dor.

Além de conhecer a experiência do médico da dor e sua certificação, você também deve perguntar se ele têm experiência com sua condição de dor específica e que tipos de tratamentos podem ser realizados. Ele apenas realiza procedimentos analgésicos ou usa uma abordagem multidisciplinar para o controle da dor?

São várias as opções disponíveis para o controle da dor. Contudo, elas dependem primeiramente de um diagnóstico correto. Encontrar o médico que tenha formação adequada para tratamento de pacientes com dor é muito importante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *